Nossos Corpos são Poderosos Alquimistas

Fomos informados de que os alquimistas eram alguns caras esquisitos que procuravam transformar o chumbo em ouro. Soubemos também que, apesar de toda sua esquisitice, foram suas experiências que forneceram as bases para a química moderna. Alguns, um pouco mais informados, também ouviram falar da pedra filosofal, do elixir de longa vida e de alguns símbolos que também se relacionam com os planetas. Isto é tudo o que a maioria das pessoas com alguma educação sabem.
Bom, saibam que a alquimia é simultaneamente a arte e a ciência de lidar com as frequências vibratórias, tanto acelerando as frequências, criando padrões harmônicos, como desacelerando outras, trazendo à manifestação algo que antes era mais sutil .Para isto os alquimistas lidavam com a transformação de diversas substâncias, associadas com uma necessária transformação de consciência.
Nossos corpos realizam o mesmo trabalho. Quando concentramos a atenção em um determinado objetivo, entrelaçando-a com o desejo, estamos simultaneamente desacelerando uma ideia, dando-lhe um corpo de expressão e atraindo magneticamente as substâncias necessárias, acelerando estas substâncias dentro de uma configuração específica, possibilitando sua manifestação se as condições forem favoráveis. Cada chacra ou centro de energia participa deste processo.
Não estamos sozinhos neste processo. A todo momento trocamos energias com nosso ambiente, com outras pessoas, com outras mentalizações e com outras influências conhecidas e não.
Sem dúvida existem desafios. Precisamos nos equilibrar, para que tudo possa fluir. Todos temos um potencial de conexão profunda com a Luz. Precisamos permitir que nossa luz interna entre em ressonância com a Luz Maior.
Acredito que os melhores caminhos para o equilíbrio são: observação, aceitação, oração, meditação e ação.
A observação nos dará o suficiente distanciamento para realmente entendermos o que está em nossa frente; a aceitação é necessária porque não teremos o suficiente discernimento e desprendimento para lidarmos com o que não aceitamos; a oração é importante para que a orientação e ajuda divina esteja presente, independente de credo ou religião ;a meditação para entrarmos em contato com a multidimensionalidade de nosso ser e abrirmos os canais intuitivos que possam nos auxiliar e indiretamente aos nossos próximos em nossas decisões e finalmente a ação mental, emocional e/ou física para atuarmos sobre nossa realidade.
Estas são algumas formas de atuarmos sobre nossos corpos e assim estaremos transmutando nossas frequências e as que chegam até nós e atuando sobre nosso meio de uma maneira muito mais poderosa do que acreditávamos. Isto é pura alquimia.
E assim é.
Betôh,1997-trecho do livro Tempos Aquarianos, publicado pela editora Arvore da Terra.

Esta entrada foi publicada em Textos diversos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.